Dúvidas frequentes

  • Como é feito o procedimento de cremação?

    Um crematório é um forno que transforma um corpo em cinzas de forma rápida. Para isso, os corpos são submetidos a uma temperatura de até 800C, por aproximadamente 2 horas (esse tempo pode variar de pessoa para pessoa). Após esse processo, as cinzas são recolhidas por uma abertura no forno. Depois de frias, elas passam por uma imã, que recolhem eventuais metais e por fim, são trituradas para que o tamanho dos grãos fique uniforme.

    A família recebe uma pequena urna cinerária com as cinzas, e pode dar a destinação que desejar. É possível aspergir as cinzas (jogá-las no mar, por exemplo), levar para outros lugares, ou até mesmo, inumá-las dentro do jazigo.
     
  • O que fazer se a pessoa falecida quiser ser cremada?

    A legislação brasileira determina que somente será feita a cremação daquele que houver manifestado essa vontade, e se o atestado de óbito houver sido firmado por 2 (dois) médicos ou 1 (um) médico legista e, no caso de morte violenta, depois de autorizada pela autoridade judiciária.  

    Desse modo, é fundamental que a pessoa que queira ser cremada, registre no Cartório de Títulos, uma Escritura Pública de Declaração de Vontade. Se houver o falecimento e a pessoa não tiver deixado esse documento, a família deverá entrar com uma ação junto ao Poder Judiciário, solicitando ao juiz um alvará de cremação.